Qual é o macete?

Porra, venho desenhando sketches já há um tempo. Sei que essas coisas levam tempo mesmo, mas acho que meu estilo ainda está muito “certinho”, saca?  Essa é uma das razões pelas quais não postei nesses últimos dias. Vi o trabalho de ANDREW SHEFFIELD, no blog Designertechniques. Fiquei tentando fazer coisas assim (mais soltas, eu digo), mas todo desenho acabava saindo do meeeesmo jeito. Uma merda isso.

Ok… eu sei que o cara se formou na Coventry University e no Royal College of Art (algumas das mais conceituadas universidades de art e design em todo o mundo), mas o fato de eu não conseguir soltar o traço me irrita às vezes.  Enfim, é fase isso. O caminho todos sabemos: keep going!

Seguem alguns trabalhos do cara (sketches e renderings) pra quem não conhece:

andrew-sheffield

3 Respostas to “Qual é o macete?”

  1. Posso estar falando besteira, mas os melhores desenhos desse blog que vc indicou sao em angulos inusitados, explorando muito a perspectiva, e sao desenhos que passam a sensaçao de velocidade, de que o carro está em movimento! Isso é bem legal!

    Eu me meto a desenhar quadrinhos (formas humanas) as vezes, e acontece o mesmo, os melhores desenhos sao em poses de açao e angulos inusitados! Que mostram que o objeto desenhado está fazendo algo! Nao apenas parado posando para uma foto!

    A luz e sombra tb ajuda muito! Dah mais volume aos objetos e ajuda muito no visual! Ajuda na sensaçao de aquilo ser um carro real!

    Acompanho seu blog a um certo tempo, e percebi que muito dos seus desenhos, o carros aparentam estar num estande de concessionaria, parados, imoveis! Se arrisque mais em fazer carros que aparentam estar em movimento. Talvez de certo!

    E desculpe novamente se falei besteira!🙂

    keep going!

    • Flavio Remontti Says:

      E ai, Rafael! Que isso, cara, claro que não falou besteira. Não precisa pedir desculpa… imagina! Então, como disse no meu último post, eu também ando achando muito sem graça essas perspectivas. Na real nem posso chamá-las de perspectiva, no sentido de criar uma dinâmica e tal. Justamente por isso ando dando um “reset” nessa minha maneira de desenhar. Sei que tenho alguns passos ae pela frente, jea que a perspectiva e os volumes são minhas maiores dificuldades com relação ao desenho de carros. Pode ter certeza que suas críticas foram assimiladas, velho! Valeu por perder seu tempo nisso. Tks! : )

  2. […] os sketches do ANDREW SHEFFIELD, (post de 30/03/2009)  como referência e comecei a desenhar vários. Cara, é fuedas distorcer dessa forma e ainda […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: