Quando a mão não obedece o cérebro

Percebo que tenho um ponto (e não apenas um!) que preciso trabalhar bastante pra melhorar. Quando começo a tentar desenhar as diversas vistas, é comum sair um carro diferente.

Realmente “inventar” os ângulos de um carro não é algo simples de se fazer, mas é interessante colocá-los juntos para percebermos os erros mais claramente.

Aqui dá pra ver bem que o desenho da traseira dá a impressão de um carro mais esportivo, enquanto que a vista frontal parece ser a de um cupê. A traseira precisa ser mais alongada e terminar apontando para baixo, como o primeiro desenho, da lateral. Outra coisa, o teto precisa ser mais alto no segundo desenho. Enfim, várias coisas pra acertar.

Passo 1: descobrir os erros / Passo 2: consertá-los. Estou no caminho…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: